Tu... eu... momentos...

Adoro receber as tuas mensagens em que apenas me dizes "10 minutos". É uma espécie de código que aprendi a dominar. Já sei o que pretendes e preparo-me para o momento...

Aguardo ansiosa cada mensagem, como aguardo ansiosa cada momento contigo... Amo-te como nunca pensei ser possível... Não sei como o fizeste, mas a ti entreguei-me verdadeiramente de corpo e alma. Exponho-me sem pudor, digo o que penso e sinto sem hesitar, sem medo. Sei que ages comigo precisamente do mesmo modo. Fazes-me sorrir, fazes-me feliz. Ensinaste-me a saborear cada momento, cada segundo... cada beijo, cada toque, cada arrepio, cada sussuro, cada gemido...

Partilhamos momentos deliciosos, por vezes quase clandestinos, momentos roubados... Ter-te ali à distância de um toque, nos locais mais improváveis... Amamo-nos loucamente, como se o mundo lá fora não existisse...

O mundo, o tempo, a vida pára! E só existimos nós, dois corpos nus, que se amam, que se tocam, que se sentem, que se observam, que se fundbeijo211em num só...

E quando partes, fico à espera do próximo momento. Expectante. Ansiosa. Excitada...

Amo-te! Quero-te! Sempre, sempre, sempre e mais!!!

Guardarei sempre na memória, no coração e no corpo todos os momentos que me proporcionas...

Vens? Já estou novamente à tua espera!

2 comentários:

Shelyak disse...

Viver sempre em expectativa e saudade... parabéns!!! é um privilégio, sem dúvida!
Beijinhooooooooo

U Ó Mãe Que Dava Pulos disse...

A incerteza aguça o apetite? Ou é exactamente o contrário?
Um beijo