Mistura de emoções

E ela sorri… e ela ri… e ela fala… e ela sussurra… E ele brinca e fá-la rir… e ele murmura palavras doces… e ambos riem, suspiram e vivem num mundo de sonho…

A força de um simples abraço… a ternura, o carinho… momentos que parecem durar eternidade…

Ela fecha os olhos e deixa-se levar neste devaneio… não quer pensar, não quer reflectir, apenas sentir… e viver!

Um beijo, um simples beijo. Dois corpos que se unem. Duas bocas que se tocam e transmitem um mundo de emoções…

Um misto de desejo e ternura, carinho e tesão… tudo tem o seu espaço naquele abraço… foram breves momentos e, no entanto, ela sentiu como que uma avalanche dentro de si… mas, contra-senso, sentiu também uma enorme paz e tranquilidade…

1961932

(pois, a Sarah anda mais calma, menos… ardente… mas é apenas uma fase. As emoções estão lá, fervilham e qualquer dia… Um gesto, um toque, uma carícia, um abraço, um beijo… tudo isso ou nada disso, trará a Sarah de volta…)

8 comentários:

Bernardo Lupi disse...

Talvez isto seja a tradução perfeita de uma paixão...

cheiodetesao disse...

Não deixes de usufruir o que a vida te dá. Só se vive uma vez... Não desperdices nenhum dos momentos da vida.

Só posso desejar-te que... te sintas bem!

Olá Sarah, um beijinho.

:)

Sêni disse...

Como me identifico consigo...

Um abraço apertado e é bom tê-la por perto

C.S. disse...

Olá...
Claro que vim aqui agradecer a visitinha e a simpatia...
Tens um espacinho muito atraente!!
Mandarei o mordomo trazer-te flores...

Um beijo e um sorriso!

C.S. disse...

Olá...
Claro que vim aqui agradecer a visitinha e a simpatia...
Tens um espacinho muito atraente!!
Mandarei o mordomo trazer-te flores...

Um beijo e um sorriso!

Memórias de uma Alma Penada disse...

Quando menos se espera, acontece(se bem me lembro)...

carpe vitam! disse...

temos de conhecer a calma para saber o que é fervilhar, não é?

ternura com tesão, amor com paixão... há coisa melhor?

Laura disse...

Nada te trouxe de volta?
E paixões alternam em fases mais ardentes e outras quentes e até frias, para depois voltar a escaldar.
Não há estado permanente de nada, temos que ir conquistando, seduzindo e testando limites, a começar por nós. Daily basis.
Anda lá, Sarahita e diz como te sentes.
Tantos beijos!
Tua,
Laurita ;)


p.s. e digo-te isto tudo, pq passei há pouco por uma experiência violenta.