Loucura

Ando louca, tão louca, louca por ti
Fico louca, tão louca, fora de mim

É assim que me deixas! Louca! Louca de desejo...

Quero-te, desejo-te, preciso de ti!
E tu... provocas-me, incendeias-me...
E deixas-me assim, na expectativa, a desejar sempre mais e mais!

Espero-te, desejando-te.
Questiono-me se valerá a pena, se me irás conceder o que tanto desejo...
Mesmo sem saber a resposta, não consigo tirar-te do pensamento!
Vejo o teu rosto, os teus olhos, os teus lábios... constantemente!

Preciso de ti! Vem!!!


"O desejo vence o medo, atropela inconvenientes e aplana dificuldades" (Alemán, Mateo . in www.citador.pt)

5 comentários:

Maria R disse...

Hummm...tb tens um vulcão aí dentro... A escrita limpa, purga, alivia, n é?

Obgda pla visita, volta sempre. Eu vou voltar aqui!

Beijinho

sarah disse...

Maria,obrigada pela visita e pelas palavras.
Sim, a escrita limpa, purga, alivia. Mas o vulcão continua cá ;)
Volta. Eu também voltarei.

Beijo doce

U Ó Mãe Que Dava Pulos disse...

Às vezes sabe bem, não é?...(desde que não se torne demasiado pesada a espera!)
Bj

CamaReira disse...

Delicioso... O desejo elevan-nos os sentidos, a vontade, tudo perde o sentido.
Adorei este teu canto.

Beijos

Bichinho disse...

VEM !

Beijo fantasma.